Marie Carangi

 

Marie Carangi, 1989, Recife-PE, Brasil. Vive em Berlin, Alemanha. Graduada em Arquitetura e Urbanismo pela UFPE, trabalha na criação de contextos e situações com foco no corpo feminino como agente estética, política e narrativa de si mesmo. Usa técnicas transdisciplinares como theremin, handycam, guilhotina gráfica ou carimbo para articular demandas emancipatórias através de intervenção física direta. Suas performances desdobram-se em instalações de video, arte sonora, fotografia e objeto. 

Inicia seu trabalho de performance-serviço "Peluqueria Carangi" no Lesbian Bar do artista Fernando Peres em Recife-PE. Inaugurou sua mostra individual "GRITO CORTE" no 1º Programa de Exposições do CCSP, 2015 São Paulo-SP. Participou como convidada nas residências Q21, Museums Quartier, Vienna-AT; e Hangar, Lisboa-PT.

Artista premiada na 6ª edição do Prêmio EDP nas Artes do Instituto Tomie Ohtake com a performance-instalação "Tetaço Geral" em 2018. Dentre seus trabalhos mais atuais está a performance-concerto "Teta Lírica", lançada pelo projeto “O Obscuro Fichário dos Artistas Mundanos”. Teta Lírica esteve no MasturBar de Fabiana Faleiros na 10th Berlin Biennale (KW, Berlin).

 

EXPOSIÇÕES:

2019

Exposição coletiva "Corpo Aberto" – Emergency artspace, Vevey-CH;

Exposição coletiva "À Nordeste" – SESC 24 de Maio – São Paulo,-SP.

 

2018

Prêmio EDP nas Artes — artista premiada — Instituto Tomie Ohtake — São Paulo-SP;

Performance "Teta Lírica" no Mastur Bar — Berlin Biennale — Berlim-DE;
Fuzarka Festival Feminista Latinamérica en foco — Berlim-DE;

Exposição coletiva “A noite não adormecerá” — Galeria Amparo 60 — Recife-PE.

 

2017

Exposição coletiva “Efeito-Suruba” — Rua das Gaivotas 6 — Lisboa-PT;

Mostra “Atention! Promised Place” — Austrian Cultural Pavilion — Plovdiv–BU;

Exposição coletiva “WELT KOMPAKT” — frei_raum Q21/MuseumsQuartier — Vienna–AT;

Exposição coletiva “Demystifying Femininity” — Improper walls — Vienna–AT;

Exposição coletiva/Teta Lírica-show — FLUC — Vienna–AT;

Exposição coletiva “Contra Fogos” — Museu da Biblioteca Municipal — Pelotas–RS;

Exposição coletiva  “Expedições urbanas” — CCBA (Cultural Brasil–Alemanha) — Recife–PE.

 

2016

Exposição coletiva New Buenos Aires — Corner College, Zurich – CH.

 

2015

Exposição Corte estilo guilhotina – TRAVESSIAS 4 – Galpão Bela Maré, Rio de Janeiro – RJ;

Exposição individual GRITO CORTE – I Mostra do Programa de Exposições 2015 – Centro Cultural São Paulo, São Paulo – SP;

Exposição coletiva Gráfica Lenta – SP Estampa – Casa da Gravura Brasileira, São Paulo – SP.

 

2014

Exposição individual GRITO CORTE – Galeria MAUMAU, Recife – PE;

Premio Situações Brasília de Arte Contemporânea 2014 – Museu Nacional da República, Brasília –DF;

Exposição Gráfica Lenta – Galeria MauMau, Recife-PE / SESC Garanhuns, Garanhuns– PE.

 

2013

Exposição coletiva ArtTrainee – Bê Cúbico, Recife – PE;

XIII Salão Nacional de Artes de Itajaí – Casa de Cultura Dide Brandão, Itajaí – SC.

 

2012

Exposição individual Entropias dissidentes – Sala Recife, Recife – PE;

Exposição Small Engraving Salon 2012 – Florean Museum, Romênia.

Segunda a sexta: 10h às 19h
Sábado: 11h às 17h

+55 81 3033.6060

+55 81 99986.0016

galeria@amparo60.com.br

Rua Artur Muniz, nº 82, 1º andar, salas 13 e 14 (Entrada pelo restaurante Alphaiate)
Boa Viagem | Recife | Pernambuco